setembro 2016
S T Q Q S S D
« ago    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Merecimento | Trecho

Mesmo que muita coisa tivesse mudado na minha vida desde então o meu relacionamento com a poesia tinha permanecido quase o mesmo. Eu podia ler poemas, mas eles nunca se revelavam para mim porque eu não tinha “direito” a eles: não eram para mim. Quando tentava me aproximar eu me sentia como um traidor, sempre me sentia desmascarado, pois o que os poemas diziam era sempre a mesma coisa: Quem você pensa que é para entrar aqui? Era o que me diziam os poemas de Óssip Mandelstam, os poemas de Ezra Pound, era o que me diziam os poemas de…

11513943813_bdc7829322_o

Daytripper, Fábio Moon e Gabriel Bá | Resenha

Vou começar com uma história pessoal. Pode ser um clichê, mas aprendi a dar mais valor às experiências e às pessoas de quem gosto depois de ter real consciência da morte. É claro que é de conhecimento universal que todos vamos morrer um dia; mas, só depois de entender que nunca se sabe quando isso vai de fato acontecer, é que compreendi o quão próxima ela pode estar. Eu estava em Nice, na França, durante o atentado do Dia da Queda da Bastilha, em julho deste ano. Presenciei a pior cena imaginável, fugi, cai, me machuquei, tive medo, fugi de…

Segunda-feira de poesia | Trecho

Ando lendo muita poesia, principalmente de poetas brasileiras (#leiamulheres ♡). Assim, aproveito para deixar alguns poemas que gostei nos últimos tempos para começarmos a semana inspirados.   ausência tenho te escrito com calma cartas em um caderno azul arranco da espiral e não posto por preguiça ou nem morta tenho medo da espera durante dias ou semanas um animal horrível (espécie de raposa) vai me perseguir por dentro, ou serei eu mesma (um rato?) a me roer enquanto a resposta não chega perco muito tempo tentando dar nomes aos bichos que sobem a cortina do quarto   LOGO DE CARA…

photo-1470755008296-2939845775eb

Pureza, Jonathan Franzen | Resenha

Purity Tyler (Pip) é uma jovem recém-formada da faculdade com 130 mil dólares em dívidas estudantis, o que norteia suas obrigações na vida adulta. Ela é emocionalmente dependente da mãe, com quem tem uma relação complicada e cheia de amor, e tem uma inaptidão desconcertante para interações sociais, principalmente românticas. Sua maior obsessão é descobrir o passado que a mãe esconde muito bem: quem é o ex-marido, pai de Pip, seus nomes verdadeiros e onde moravam. Em resumo, sua verdadeira identidade. Enquanto isso, Pip parece estar à deriva em sua própria vida. O retrato da mãe é feito por meio…

123
Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: